Variedades   |   Seja sócio  |  Ninhadas  | Criadores  |  Contactos

REGULAMENTO INTERNACIONAL DE CRIAÇÃO DA F.C.I.

 

Ponto 3. CUSTOS DE TRANSPORTE E MANUTENÇÃO DA FÊMEA

É recomendável que seja o dono da fêmea ou pessoa em quem ele confie que leve a fêmea até ao macho e a traga de volta. Se a fêmea for hospedada durante vários dias pelo agente ou representante do macho procriador, o dono da fêmea será financeiramente responsável pelas custas de alimentação, alojamento, eventuais despesas de veterinário e por qualquer prejuízo na casa ou canil do agente do macho reprodutor, bem como pelas despesas do transporte de regresso.

Nota: Este ponto é referente às responsabilidades envolventes aos donos dos exemplares envolvidos na acto de cruzamento.
Nomeadamente e a fim de evitar dificuldades, esta norma vem com o objectivo e especificando que deve ser a cadela a ir de encontro ao macho cobridor, uma vez que o macho estando no seu território habitual sente-se muito mais apto para a cobrição.
Quando se dá o contrario, muitas vezes o macho pode não se sentir adaptado ao espaço ou território da cadela não a cobrindo, ou a própria cadela pode optar por uma atitude dominante não aceitando a cobrição do macho.

Os donos da cadela reprodutora ou seus representantes, estão totalmente responsáveis pela estadia da cadela na propriedade do macho. Seja a nível alimentar, veterinário ou outros.

 

 

Nenhuma parte deste site deverá ser copiada sem a autorização expressa dos responsáveis do Clube             Fundado em 1982             

© 2010 Collie Clube de Portugal ® (CCP Copyright - Todos os direitos reservados)                                                                                                                Webmaster

Variedades   |  Os nossos Collies  | História do CCP  |  Seja nosso sócio  |  Contactos  | Ninhadas  | Exposições  |  Actividades